Topo
Blog do Sadovski

Blog do Sadovski

Sim, existe algo chamado Pokémon: Detetive Pikachu, e o trailer é incrível!

Roberto Sadovski

13/11/2018 03h07

Sei que parece piada, mas Pokémon, o fenômeno da década passada, ganhou um filme novinho com Ryan Reynolds emprestando sua voz para o elétrico Pikachu. Que é um detetive. O filme também traz Justice Smith, num mundo em que humanos e pokémon vivem em (relativa harmonia) e é uma mistura de ação live action com criaturas digitais. Pode ser alguma coisa na água, ou um alinhamento incomum das estrelas. Mas o fato é que Pokémon: Detetive Pikachu parece incrível! Trailers são criaturinhas misteriosas (hehe…), mas esse primeiro gostinho traz um equilíbrio irresistível de ação, humor…. e fofura!

Já que vivemos em um mundo onde Pokémon: Detetive Pikachu é real, vamos então aos fatos. A direção é de Rob Letterman, o artista talentoso por trás de Goosebumps (o primeiro, de 2015, não a continuação recente), que se mostrou uma aventura infanto-juvenil muito excelente, com o elenco adolescente ancorado pela presenta de Jack Black. Desta vez, Justice Smith surge como um caçador de pokémon frustrado por uma tragédia, que lamenta a perda do pai policial, e que encontra Pikachu em sua casa. A pegadinha é que ele entende as palavras da criaturinha amarela, enquanto o resto do mundo não ouve nada além de "pika pika".

Sua "âncora" é mesmo Ryan Reynolds, que depois de jamais fechar a boca em dois Deadpool mostra o quanto pode ser reconhecível mesmo quando seu verniz de galã é substituído por um dos maiores ícones pop do novo século. Pokémon, afinal, foi gigante no fim dos anos 90, dominando a cultura geek em mangás, animes, games e, finalmente, numa animação em longa-metragem – lançado no final de 1999, faturou quase 170 milhões de dólares em todo o mundo. Como vivemos a época de regurgitar (ok, reimaginar) propriedades intelectuais poderosas, Detetive Pikachu chega na temporada do verão americano de 2019 para tentar reacender a febre. Fica a esperança que a inevitável versão nacional dublada não vá atrás de uma voz "do momento" para interpretar Pikachu. Como mostra este primeiro trailer, o mais importante não é marketing, mas personalidade.

Pikachu, quem diria, é muito fofo!

Sobre o autor

Roberto Sadovski é jornalista e crítico de cinema. Por mais de uma década, comandou a revista sobre cinema "SET". Colaborou com a revista inglesa "Empire", além das nacionais "Playboy", "GQ", "Monet", "VIP", "BillBoard", "Lola" e "Contigo". Também dirigiu a redação da revista "Sexy" e escreveu o eBook "Cem Filmes Para Ver e Rever... Sempre".

Sobre o blog

Cinema, entretenimento, cultura pop e bom humor dão o tom deste blog, que traz lançamentos, entrevistas e notícias sob um ponto de vista muito particular.