Topo
Blog do Sadovski

Blog do Sadovski

Dani Calabresa em Pets 2: "Minha função é quase organizar o cabaré!"

Roberto Sadovski

2016-04-20T19:03:47

16/04/2019 03h47

Dani Calabresa está em casa. Não literalmente em casa, já que, do outro lado da linha, ela está se movimentando entre os estúdios do Projac, no Rio. "Estar em casa" aqui é emprestar a voz para Daisy, uma das novas personagens em Pets – A Vida Secreta dos Bichos 2. "Quando eu era criança meu sonho era ser atriz, mas queria muito fazer dublagens", conta Dani, na correria. "Mas nunca imaginei que fosse tão difícil, principalmente porque o trabalho aqui é sincronizar com uma animação que já está pronta." Rapidinho, porém, ela se encontrou em Daisy. "Ela é bem carinhosa e corajosa", continua. "E termina tocando a organização no lugar onde estão os bichos. A Daisy precisa convocar o Bola de Neve para uma missão, e ele é maluco! Então a função é quase de organizar o cabaré, então eu me inspirei numas tias engraçadas, bichas com atitude."

Ainda assim, dublagem é um trabalho solitário. "Eu fiquei muito feliz em contracenar com o Luís Miranda, que dubla o Bola de Neve", empolga-se. "A gente trabalhou no Zorra e temos muitas cenas juntos, é muito emocionante." Não é a primeira vez que Calabresa empresta a voz para um desenho animado. O primeiro foi Divertida Mente, em que ela dublou a Nojinho. mais recentemente, fez um papel em Angry Birds – cuja dublagem foi dirigida pelo mesmo Manolo Rey responsável pelo trabalho em Pets 2. Apesar das longas horas, a atriz ressalta que Daisy não é protagonista, como por exemplo Lázaro Ramos foi em O Grinch. Ainda assim, é uma interpretação que exige o trabalho de outros músculos da atriz. "A diferença entre cinema, teatro e TV é que cada um tem seu tempo e sua concentração", explica. "Com dublagem é uma outra pegada, já que toda a expressão se concentra na voz."

Bola de Neve (Luís Miranda) e sua nova amiga, Daisy (Dani Calabresa)

Na versão original, Daisy é dublada pela atriz Tiffany Haddish. Embora seja fã de imitações, Dani ressalta que o trabalho aqui vai além de buscar o mesmo tom do ator original. "Não precisa imitar a voz, e sim preservar a essência da personagem", continua. "No caso da Daisy, ela é corajosa e também é cômica. A gente precisa entender as características, aprovar o trabalho com os produtores originais e depois tocar por aqui." Existe, claro, espaço para improviso – e seria impossível não ter essa pegada com os humoristas que deixam o clima do filme com cara de Brasil. "Mas não dá pra pirar, não tem como colocar piadas que não combinam", lembra. "Existe improviso, claro, mas ele também é aprovado."

Dani Calabresa agora espera um transporta para levá-la à gravação do dia. TV é assim, velocidade supersônica. "As coisas na TV são mais rápidas, a gente chega a gravar doze sketches por dia, não tem como existir um envolvimento mais profundo", teoriza. "É mais descartável, sempre muito volume, em especial com sketch cômica que não traz tanta profundidade." Para ela, cinema se aproxima mais do teatro, já que existe mais tempo para se apegar ao projeto, um envolvimento maior com o personagem, uma entrega mais intensa. Sem falar que no cinema é onde ela tem oportunidade para trabalhar com os amigos. "A gente muitas vezes não consegue fazer TV, afinal são emissoras diferentes", conta. "O cinema traz essa oportunidade." Ainda em 2019 ela entra em cartaz em um filme ao lado de Fabio Porchat, seguindo a participação que fez em Exterminadores do Além, com Danilo Gentili. Fã de comédias românticas, de Sandra Bullock, Jennifer Aniston e Adam Sandler, ela gravita em direção ao gênero. "Gosto de comédias mais toscas, também gosto dessas açucaradas", conclui. "No fim, é nessas parcerias que a gente mata a saudade de trabalhar com os amigos."

Sobre o autor

Roberto Sadovski é jornalista e crítico de cinema. Por mais de uma década, comandou a revista sobre cinema "SET". Colaborou com a revista inglesa "Empire", além das nacionais "Playboy", "GQ", "Monet", "VIP", "BillBoard", "Lola" e "Contigo". Também dirigiu a redação da revista "Sexy" e escreveu o eBook "Cem Filmes Para Ver e Rever... Sempre".

Sobre o blog

Cinema, entretenimento, cultura pop e bom humor dão o tom deste blog, que traz lançamentos, entrevistas e notícias sob um ponto de vista muito particular.